terça-feira, 18 de março de 2008

CONSIDERAÇÕES!

Saudações internautas!

Saravá Umbandistas!

Salve!

Como anunciei semana passada, estamos mudando nosso escritório de espaço físico e por conta disso ainda estamos sem internet. Hoje tirei o dia para vir numa lan-house e colocar alguns assuntos em dia.

Não tenho tido oportunidade de acompanhar as listas, porém alguns amigos têm comentado sobre alguns acontecimentos e parece que existe muito mal entendido sobre minha pessoa e meu trabalho.

Ás vezes penso que o silêncio é a melhor resposta, que o trabalho executado então é a melhor prova pra qualquer acusação. Noutro momento até o silêncio é usado contra nós.

Sinceramente não estou aqui pra revidar qualquer tipo de ataque, até porque estou vestido com as roupas e as armas de Jorge, não sinto nenhum ataque. Mas a pedido de irmãos, pessoas que me respeitam e tem o meu respeito é que venho me manifestar.

O tal “debate” não acabou?!?

Veja o resultado do “debate”!

Etcs; como essas me chegam a todo momento. E penso, pra que tanta energia dedicado a nenhuma edificação?

Recebi uma educação dentro da Umbanda que é a força da liberdade, independência e autonomia. Coisa que tento ensinar a todos irmãos que chegam em nosso Templo. Sou avesso ao comportamento aprisionador, a idéia de discípulo, hierarquia, blá blá blá.

Não sou discípulo de ninguém! Isso é importante que fique claro.

Tá certo, sou discípulo sim, de minha consciência e meu coração.

Afinizar-se com algo ou alguém, não me faz discípulo de nada e de ninguém.

Teológicamente me simpatizo com os ensinamentos de Pai Benedito de Aruanda escritos através do médium Rubens Saraceni, no entanto agrego na minha estrutura de conhecimentos e ensinamentos muitos outros pensamentos, Omolubá, Pai Ronaldo, Norberto Peixoto, etc. Divulgo e compartilho ensinamentos que me trazem coerência, que acalma minha busca constante de conhecimento. Sobre isso pouco importa o que um pensa como certo e outro como errado. É fato que funciona e beneficia quem o busca.

Quem se intitula discípulo disto ou daquele, está claramente submisso e aprisionado num pensamento que não quer libertar, pois liberdade é independência. Mas até então cada um segue o seu coração, o importante é ser feliz, é estar bem, ou estou errado? Aliás, o que seria do Mestre sem discípulo?

Nesta singela vida que até este momento tive, sou muito novo, 25 anos, e de Umbanda 12 anos, pouco, não é? Mas não diga isso, pouco ou muito é determinado pela intensidade em que se vive o dia-a-dia. Gosto demais de viver e vivo como posso intensamente tudo o que me dá prazer e a Umbanda é a minha menina dos olhos que tanto me alegra e amo. Portanto como mensurar quantidade? Tampouco isso me importa. Uma das coisas que me dá prazer na vida Sacerdotal é o convívio com os novos fiéis e médiuns em desenvolvimento que carregam no peito um encantamento tão lindo, uma dedicação sem esforços e uma vontade tão sincera em fazer a diferença que motiva qualquer veterano a reavaliar diariamente sua participatividade religiosa.

Já me convenci a bom tempo que unidade na diversidade é um paradoxo, e uma verdadeira utopia. Busco sinceramente como posso a unicidade, algo bem diferente.

Digo isso pelo seguinte, ao longo do tempo desde que conheci a Umbanda até este momento, conheci muita gente boa, muita mesma, fui iniciado em vários momentos por muitas mãos o que vejo com carinho, porque cada um me ofertou aquilo que tinha de melhor naquele momento, desta forma digo que tive e terei ainda muitos “mestres” ou mesmo grandes amigos, parceiros nesta longa estrada da evolução.

Quando oferto o que tenho para algum iniciante, não quero ser sua única referência e tampouco o quero por perto por muito tempo, ele deverá brilhar e iluminar outras mentes tento estimular as virtudes de todos para que encontre em si seu brilho próprio.

Desculpe por este texto longo, mas algumas coisas precisam ser ditas.

Por fim amigo, você que leu até aqui, espero que tenha captado o que tento transmitir.

A meu ver a Umbanda está acima de qualquer discussão, de qualquer seguimento teológico, de qualquer ordem ou escola. Umbanda é essência e poucos entendem isso...

Sobretudo o ser humano precisa de convenções, claro, para melhor se organizar e se desenvolver, por isso então tantas vertentes e formas de manifestar a mesma essência.

Em pleno centenário da religião sugiro que nos preocupemos mais em que podemos ser útil para que este ano não passe despercebido.

Por gentileza, quem quiser se manifestar sobre esta carta, o faça através do e-mail contato@tvus.com.br.

Deixo meu fraterno abraço a todos e agora vamos trabalhar! Rsrsrs

Saravá!

Rodrigo Queiroz – um aprendiz e discípulo de sua consciência!

5 comentários:

Anônimo disse...

Muitas vezes o silêncio diz muito mais que palavras, muitas vezes transmitimos nossas opiniões e respeito pelo silêncio, aliás o silêncio é um dos argumentos mais difíceis de se rebater...
A Umbanda é maravilhosa por não ter dogmas!
Penso que a principal essência da Umbanda é a que carregamos dentro de nós, a que leva a batida e a emoção de cada coração... por este motivo, não importa que cada um a veja com uma batida diferente, deis que no final sejam todas vindas de dentro...
Precisamos primeiramente combater dentro de nós a vaidade, que nos leva ao ego, e nos faz transformarmos em verdade absoluta aquilo que mais nos agrada, em vez de perceber a benfeitoria que poderíamos ter em apenas respeitar as diferenças e aprender com elas.
Isso talvez se chame "elegância", "educação", e se não usadas... enferrujam!!!!!
Belo texto !!! parabéns...
Sempre somos inspirados quando escrevemos com o coração!rs!

Marcia Maria Luconi disse...

PARABÉNS E NÃO DESISTA NUNCA, A UMBANDA PRECISA DE SERES HUMANOS IGUAIS A VOCÊ.

VOCÊ FALA COM O CORAÇÃO, E PERCEBE-SE CLARAMENTE QUE VOCÊ SÓ TRANSMITE ENSINAMENTOS DE OUTREM QUANDO OS MESMOS VÃO DE ENCONTRO AO QUE O SEU CORAÇÃO DIZ SER VERDADEIRO.

QUEM PERDE TEMPO EM CRITICAR, CERTAMENTE AINDA NÃO APRENDEU QUE NINGUÉM É DONO DA VERDADE, NÃO APRENDEU QUE A UMBANDA É UM ETERNO APRENDIZADO E QUE SE NÃO ESTIVERMOS ABERTOS PARA AS NOVAS REVELAÇÕES PARALISAMOS A NOSSA EVOLUÇÃO.

O DEBATE É SEMPRE VÁLIDO QUANDO FOR SADIO EM BUSCA DA VERDADE, E CADA UM DE NÓS TRAZ DENTRO DE SI A SUA VERDADE, QUE JAMAIS DEVE SER RADICAL, MESMO PORQUE CONFORME VAMOS VIVENDO AS EXPERIÊNCIAS DA VIDA ESTA NOSSA VERDADE SE MODIFICA E TOMAMOS CONSCIÊNCIA DO QUANDO AINDA TEMOS QUE APRENDER, E ME PARECE QUE ESTE APRENDER É INFINITO.

NÃO DESANIME MEU IRMÃO AQUELES QUE TORCEM CONTRA, AQUELES QUE FAZEM CRÍTICAS DESTRUTIVAS, APENAS NOS MOSTRAM O QUANDO OS SERES HUMANOS AINDA PRECISAM DE ESCLARECIMENTO,O QUANDO PRECISAM DE AMOR.

Pedro disse...

Saravá irmão.

Durante o tempo todo que houve esta ladainha insana no grupo eu preferi me manter em silêncio por que percebi que muitos outros irmãos estavam falando, com muita propriedade, as mesmas coisas que pensava em dizer.
Penso que você manifestou a sua fé de maneira sublime quando aceitou aquele famoso convite para estar fazendo um debate junto a um covil de cobras.
Também penso que agindo desta forma você agiu da melhor forma possivel por dois motivos: o primeiro porque você foi extremamente fiel a sua consciência e o segundo por que as consequencias deste famigerado debate foram por demais benéficas para desmascarar as vaidades,a prepotência e o carater dos irmãos de fé ligados a O.I.C.D.
Quem ganhou com este debate foi a Umbanda.
Parabéns pelo texto e, como você diz nele, vamos trabalhar!!!!
Meus parabens tanto por sua atitude quanto pelo seu texto maravilhoso!!!!!!

Anônimo disse...

Vou postar essa frase que tem tudo á ver com este texto! São pra essas pessoas que só tem o que falar só se ocupam disso! "A regra de ouro consiste em sermos amigos do mundo e em considerarmos como uma toda a família humana. Quem faz distinção entre os fiéis da própria religião e os de outra, deseduca os membros da sua religião e abre caminho para o abandono, a irreligião."
[Gandhi]
Rodrigo não liga pra isso vc
sabe que vc faz a sua parte
é isso que importa continue
assim em tudo na sua vida!
Á única coisa que certas pessoas
podem fazer é falar só isso são
"vazios"! não tem vida;;

Camila Ribeiro disse...

Vou postar essa frase que tem tudo á ver com este texto! São pra essas pessoas que só tem o que falar só se ocupam disso! "A regra de ouro consiste em sermos amigos do mundo e em considerarmos como uma toda a família humana. Quem faz distinção entre os fiéis da própria religião e os de outra, deseduca os membros da sua religião e abre caminho para o abandono, a irreligião."
[Gandhi]
Rodrigo não liga pra isso vc
sabe que vc faz a sua parte
é isso que importa continue
assim em tudo na sua vida!
Á única coisa que certas pessoas
podem fazer é falar só isso são
"vazios"! não tem vida;;
OBS:O Anônimo foi sem querer rsrs
foi errado o comentário apaga depois o poste anônimo!